CONFISSÃO E COMPROMISSO

Esta mensagem é uma confissão das maneiras pelas quais não entendemos a manifestações da injustiça e deixamos de aplicar o evangelho a elas. Também é um compromisso de arrependimento para começar a tomar medidas práticas para promoção da justiça social.

Estamos comprometidos em aprender e mudar à luz do evangelho e pedimos suas orações e envolvimento nesse processo. “Das profundezas clamo a ti, Senhor. Ó Senhor, escuta a minha voz; estejam alertas os teus ouvidos às minhas suplicas” (Sl 130.1).

No trabalho de 1951, “Montagem de um sonho adiado”, o poeta norte-americano Langston Hughes publicou 91 poemas sobre o Harlem e seus moradores majoritariamente negros. Em 30/5/2020, a prefeita Keisha Lance Bottoms leu um deles: “O que acontece com o adiamento de um sonho? Será que ele seca como passas ao sol? Ou apodreceu como uma ferida? Fede como comida podre?”

Uma parte significativa de nosso tempo, experiência e recursos no ministério tem sido focada em líderes brancos instruídos nas cidades mais importantes, e poderíamos ter feito mais no que se refere à segregação histórica e sistêmica na igreja norte-americana. Arrependemo-nos!

A organização “Redeemer City to City” (CTC) lamenta os assassinatos de Ahmaud Arbery, Breonna Taylor e George Floyd. Lamentamos e reconhecemos que eles fazem parte do vestuário manchado da história norte-americana, na qual milhares e milhares de nomes podem ser adicionados. Cremos que o evangelho de Jesus Cristo derruba barreiras. Apegamo-nos à esperança de que, através de sua vida, morte e ressurreição, a hostilidade e a divisão que existem entre os povos serão reconciliadas.

Arrependemo-nos!

Somos pessoas que, muitas vezes, não se apegam à verdades de Cristo. Muitas vezes, vivemos como se as vidas negras não importassem e permitimos que nossas agendas, indiferença ou política nos dividam. Suplicamos perdão porque não temos seguido o evangelho a respeito dessas questões. Como organização, precisamos examinar mais profundamente e mudar. Embora tenha havido alguns avanços nos últimos 18 meses, não fomos suficientemente agressivos em buscar, apoiar e desenvolver a liderança de negros e latinos nos EUA.

Arrependemo-nos!

Embora tenhamos aspirado ser um ministério transdenominacional, nossos materiais e eventos de treinamento nos EUA carecem da presença e da liderança ricas de teólogos negros e latinos, e ainda são amplamente destiladas por meio de lentes teológicas da cultura majoritária e práticas ministeriais.

Arrependemo-nos!

Uma parte significativa de nosso tempo, experiência e recursos no ministério tem sido focada em líderes brancos instruídos nas cidades mais importantes, e poderíamos ter feito mais no que se refere à segregação histórica e sistêmica na igreja norte-americana. Arrependemo-nos!

Estamos arrependidos e reconhecemos que precisamos tomar decisões que transformarão nossos sistemas e estruturas. Temos um longo caminho pela frente, mas estamos comprometidos em fazer o trabalho.

Comprometemo-nos a adotar uma postura de humildade e liderança equitativa, trabalhando com nossos líderes afiliados de cor, que têm experiência e sabedoria para liderar nosso ritmo de mudanças no futuro.

Comprometemo-nos a trabalhar com nossos líderes negros e outros líderes de cor, e recrutamos especialistas externos para nos ajudarem a desenvolver estratégias mais sustentáveis e inclusivas para o ministério, a fim de apoiar nossa educação continuada.  Comprometemo-nos a identificar políticas e práticas que exigem revisão e responsabilizamo-nos por diversificar nossa liderança para refletir as comunidades nas quais servimos.

Comprometemo-nos a implementar práticas que aprofundem nosso entendimento sobre discriminação, segregação e opressão, bem como o evangelho confronta, desmonta e cura a divisão racial.

Comprometemo-nos a auditar nosso treinamento para que ele integre e honre as ricas tradições teológicas e práticas ministeriais dos líderes negros e latinos.

Nossa fé permanece na obra redentora de Cristo Jesus, não no poder terreno, na economia ou na engenhosidade humana. Que sejamos uma organização que serve com humildade, lidera em confissão e produz frutos de acordo com o arrependimento.

Steve Shackelford
CEO da Redentor + Cidade a Cidade (Redeemer + City to City), organização com sede em Nova Iorque, EUA, que fornece recursos a igrejas que se envolvem com justiça social

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O ESTANDARTE