PROJETO: TODOS JUNTOS EM MISSÃO!

A Comissão Executiva da Assembleia Geral da IPIB, reunida em 18/7/2021, aprovou uma reformulação do Projeto Todos Juntos em Missão, que divulgamos para conhecimento.

Introdução

A Secretaria Geral, o Movimento Nacional de Oração e os Ministérios da Missão, da Educação e da Comunicação e suas respectivas Secretarias e Coordenadorias, designados pela Diretoria AG para desenvolver um projeto estratégico para cuidar e servir aos pastores, pastoras, licenciados e licenciadas, seminaristas, missionários e missionárias, e suas famílias, neste período de crise, especialmente aqueles que com necessidades espirituais e financeiras, vem apresentar as linhas gerais do referido projeto.

Justificativa

É sabido por todos que estamos vivendo tempos de calamidade. Há uma crescente expectativa de que, nos próximos meses, haverá uma crise forte na economia que afetará a todos os setores da sociedade.

Com a igreja não será diferente, especialmente com os pastores, pastoras, missionários e missionárias, que têm o seu sustento advindo da arrecadação das igrejas locais.

Assim sendo, pretendemos desenvolver ações que minimizem o impacto na vida dos obreiros e obreiras, e, consequentemente, na vida da IPIB.

Objetivo Geral

  • Cuidar e servir aos pastores e pastoras, licenciados e licenciadas, seminaristas, missionários e missionárias vinculados à Secretaria de Evangelização ou à igreja local que venham enfrentar crises financeiras.

Objetivos Específicos

  • Desenvolver estratégias para captação de recursos;
  • Identificar aqueles e aquelas que estejam necessitados espiritual e financeiramente, e atendê-los conforme a disponibilidade de recursos humanos e financeiros;
  • Promover a união das gerações no apoio às famílias dos pastorais e missionárias;
  • Instituir períodos de oração pela provisão do projeto e pela vida do público alvo;
  • Desenvolver e distribuir material de ensino sobre a generosidade;
  • Produzir e divulgar todo o material do projeto.

Metodologia

O projeto será desenvolvido permanentemente e fará a integração de todos os ministérios, secretarias e coordenadorias.

Cada segmento desenvolverá ações que convirjam para o objetivo geral da seguinte forma:

Secretaria de Assistência Social e Diaconia

  • Desenvolverá estratégias para captação de recursos, e cuidará para que tais recursos sejam direcionados para o atendimento ao público alvo. A secretaria criará meios de contato com igrejas grandes, organismos nacionais e internacionais, de forma que possa criar uma rede de apoio para o alcance do objetivo do projeto.

Secretaria Pastoral

  • Identificará, através de um levantamento minucioso e criterioso, pastores e pastoras que estejam necessitados de assistência de saúde, espiritual e financeira, e proporá à Diaconia o atendimento, conforme a disponibilidade de recursos humanos e financeiros.

Secretaria de Evangelização

  • Deverá subsidiar com dados e informações precisas a Diaconia e a Pastoral, a respeito dos missionários e missionárias, e sua situação nos campos, para que possam, dentro dos critérios do projeto, receber apoio. A Secretaria de Evangelização ainda dará apoio ao Ministério da Comunicação na elaboração de material e divulgação do projeto.

Secretaria da Família

  • Promoverá a integração das gerações apoiando as famílias do público alvo, através de material interativo, como vídeos, podcasts, etc., assim como o suporte dos mais jovens na assistência (compras em supermercados, farmácias, açougue) àqueles que estão no grupo de risco da pandemia, especialmente os idosos e as pessoas sozinhas.

Movimento Nacional de Oração

  • Instituirá períodos de oração pela provisão do projeto e pela vida das pessoas do público alvo e formará uma rede de intercessão pelas mesmas.

Ministério da Educação

  • Desenvolverá material de ensino (vídeos e material escrito), sobre o tema da generosidade e, em conjunto com a Secretaria da Família e o Ministério da Comunicação, fará a distribuição e acompanhamento dos resultados.

Ministério da Comunicação

  • Criará uma rede de profissionais voluntários e, em parceria com a Secretaria de Evangelização, produzirá e divulgará todo o material do projeto e, ainda, fará o acompanhamento com relatórios e medições e encaminhará à Secretaria Geral para informações à Diretoria da Assembleia Geral e sua Comissão Executiva.

Vigência

O projeto será desenvolvido permanentemente, de acordo com as diretrizes da Diretoria da Assembleia Geral e a Comissão Executiva da Assembleia Geral da IPIB.

CRITÉRIOS DE ATENDIMENTO

Auxílio provisório

  • A IPIB institui o auxílio provisório, em virtude da pandemia causada pela Covid-19, aos ministros (as), missionários (as), licenciados e seminaristas que tiveram significativa redução de suas côngruas.
  • O fundo de apoio possui caráter permanente, visto que as consequências econômicas e sociais da pandemia vão se estender por muito tempo.

Beneficiários

  • Ministros (as):
  • Comissionados ou eleitos em gozo de mandato, cujas igrejas não conseguem repassar o valor integral ou parte de suas côngruas por diminuição da arrecadação decorrente da crise;
  • Jubilados e licenciados que já recebiam côngruas ou ajudas de custo dos presbitérios e igrejas.
  • Licenciados (as) e Seminaristas:

Aqueles que se encontram formalmente vinculados à IPIB, ou seja, candidatos oficiais que, à semelhança dos ministros, deixaram de receber o auxílio de igrejas ou presbitérios.

  • Missionários (as):

Aqueles que compõem o quadro da Secretaria de Evangelização da IPIB e os que têm vínculos com as igrejas locais da IPIB

Valores

  • O auxílio será no valor de R$ 600,00 (seiscentos reais) em uma única parcela por pedido, limitado a três benefícios por requerente, repassados a todos cujos nomes forem aprovados pela Comissão de Seleção dos Beneficiários, formada pela ministra da Missão e os secretários da Secretaria Pastoral e da Secretaria de Ação Social e Diaconia.
  • A habilitação do requerente ao auxílio será via solicitação feita à Diretoria do Presbitério, a qual oficiará à Secretaria Nacional de Ação Social e Diaconia no e-mail diaconia@ipib.org, cujo teor deverá constar breve descrição da necessidade, CPF e dados bancários do requerente.
  • Em sendo aprovado o pedido, a Comissão de Seleção enviará comunicado por escrito à Secretaria Geral da IPIB, a qual autorizará o Tesoureiro Geral a fazer o repasse do benefício diretamente na conta do requerente.

CRITÉRIOS DE PRIORIDADES A SEREM OBEDECIDOS:

  1. Idosos ou portadores de necessidades especiais (uso de medicamentos e tratamentos que não podem ser interrompidos, e que não são fornecidos gratuitamente);
  2. Os (as) que não receberam a totalidade de suas côngruas e cuja renda familiar não ultrapasse R$ 3.000,00 (três mil reais);
  3. Aqueles que são arrimos de família;
  4. Os (as) que necessitam de tratamento terapêutico profissional;
  5. Aqueles (as) que, por terem sido contaminados por Covid-19, tiveram gastos excessivos com a compra de medicamentos e/ou exames médicos no tratamento.

RESPONSABILIDADES

O projeto transferirá os recursos aos beneficiários. A prestação de contas se dará através do comprovante de depósito bancário em nome do beneficiário e e-mails.

Rev. Gerson Correia de Lacerda
Editor e revisor de O Estandarte
Pastor auxiliar da 1ª IPI de Osasco, SP
Secretário Geral da IPI do Brasil

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O ESTANDARTE