O HINO “MESTRE, O MAR SE REVOLTA” (CTP, 182)

 Eis a história de um dos mais cantados hinos em igrejas evangélicas, com música do Rev. Horatio Palmer (1834-1907).  

Mary Ann Baker (1831-1921) escreveu a letra desse lindo hino. A tuberculose ceifou a vida dos seus pais e deixou-a órfã em tenra idade. Moravam em Chicago com a irmã e o irmão, moço de excepcionais qualidades de caráter, que começou a sofrer efeitos da doença.

Quando uma experiência espiritual profunda e reconfortante encontra o alcance desejado, traz conforto à alma dos outros, como esse hino tem feito.    A autora descreveu sua experiência ao compor a letra do hino.

Eis parte de seu testemunho: “O Dr. Palmer, pastor da minha igreja, me pediu para preparar canções sobre o assunto que seria ministrado na Escola Dominical. Um dos temas foi Cristo que restaura a tempestade”. Esse tema da aula exprimia uma experiência que eu tinha passado recentemente e este hino foi o resultado dessa experiência. Um irmão muito querido tinha falecido, vítima da mesma doença que já tinha tomado meu pai e minha mãe. Ele estava a quase dois mil quilômetros de distância de casa, procurando   cura. Durante duas semanas, as linhas telegráficas levaram mensagens minhas e da minha irmã ao nosso irmão moribundo e esperávamos com ansiedade, mas a última disse que nosso irmão tinha morrido. Embora não nos lamentássemos como aqueles sem esperança, tornei-me rebelde nesta dispensação da providência divina. Disse no coração que Deus não se importava comigo. Mas a própria voz do Mestre acalmou a tempestade no meu coração não santificado, e trouxe-o para a calma de uma fé mais profunda e uma confiança mais perfeita. Desde então, tenho dado muito do meu tempo e força ao trabalho ativo de temperança como membro da União Feminina de Temperança Cristã, testemunhando o sofrimento incomparável que vem às irmãs, esposas e mães. Senti um senso de gratidão pelas lembranças do meu irmão que partiu. O caminho de Deus é o melhor. Escrevi então a letra deste hino e entreguei ao Pastor Palmer, que compôs a melodia. É grande surpresa para mim que este hino tenha cruzado os mares sendo cantado em terras distantes para a honra do nome do Salvador”.

Miss Baker foi membro da igreja Batista e residente de Chicago, Illinois. Foi uma obreira ativa na causa de temperança e autora de vários hinos e canções sobre a temperança.

Rev. Caleb Soares
Ministro da Igreja Presbiteriana do Brasil (IPB) e historiador

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O ESTANDARTE