PRIMEIRA VIGÍLIA NACIONAL DE ORAÇÃO

Na sexta-feira, dia 6 de março, foi realizada a 1ª Vigília Nacional Oração da IPI do Brasil prevista para 2020. Cumprimos, assim, mais uma importante etapa do Movimento Nacional de Oração (MNO), apresentado e aprovado na reunião da Assembleia Geral (AG) de nossa igreja, em 2019, em Sorocaba, SP.

A adesão de 52 presbitérios e mais de 240 igrejas e congregações foi significativa, gerando, entre todos os envolvidos e participantes, um clima de muita alegria, paz e disposição para servir.

Esse dia – a primeira sexta-feira do mês de março – consta no calendário oficial da IPI do Brasil como reservado à participação no Dia Mundial da Oração (DMO) – movimento de oração trazido ao Brasil por presbiterianos –, o que também influenciou na escolha da data.

Houve participação de todos: das diretorias da AG, dos sínodos e dos presbitérios, gravando vídeos incentivando a participação; dos incansáveis coordenadores do MNO e líderes das igrejas – intercessores, presbíteros, pastores e demais integrantes do povo de Deus – dedicados à organização e realização do evento; assim como das demais forças da IPI do Brasil, tais como do Ministério da Comunicação, com a criação das imagens da campanha de divulgação, e com anúncios e matérias no jornal O Estandarte e nas redes sociais.

A liturgia foi desenvolvida pela prestimosa equipe da Secretaria de Música e Liturgia e disponibilizada para todos.

É muito oportuno lembrar algumas das finalidades do movimento:

  • Unir cada vez mais a IPI do Brasil através da oração em conjunto;
  • Capacitar os membros das igrejas na disciplina da oração;
  • Ampliar o atendimento dos pedidos de orações que chegam às lideranças;
  • Fortalecer as estruturas de oração nas igrejas da rede da IPI do Brasil;
  • Disponibilizar a estrutura de oração das igrejas como apoio às atividades de evangelização e de serviços;
  • Fomentar os programas de revitalização e crescimento das nossas igrejas.

O tema dessa vigília foi baseado na Carta aos Efésios e pode ser resumido na expressão: “Por essa causa eu me ponho de joelhos diante do Senhor”.

Alguns dos motivos de oração, que continuarão a ser lembrados durante o transcorrer deste ano, são os seguintes: estarmos mais receptivos à atuação do Espirito Santo; sermos mais humildes e reverentes a Deus; conhecermos melhor e buscar mais o amor de Cristo por todos nós.

A adesão superou as expectativas, mas não chegou aos 100% dos membros e das igrejas. Alguns presbitérios ainda não definiram seus coordenadores regionais; a maioria das grandes igrejas não participou e foram poucos os presbitérios que conseguiram 100% de adesão das igrejas da sua região.

Conhecemos muitas das causas disso tudo. Elas variam desde a falta de hábito de promoção de vigílias de oração ao desânimo de lideranças, ao desconhecimento do próprio movimento, à proximidade do evento de feriados prolongados, à falta de indicação de um coordenador para a região, entre outros motivos.

Cada dificuldade identificada é apresentada em oração pela equipe de coordenação, clamando por soluções. Temos observado que o Espírito Santo está atuando decisivamente na remoção dos obstáculos.
É a oração a serviço da oração!

Nossa cultura de oração começa a mudar. Temos um conceito de oração muito bem fundamentado biblicamente, mas oramos menos que o básico. O fato de que os presbiterianos independentes conhecem bem a Palavra de Deus e sabem, portanto, a importância da oração está sendo a principal causa da impressionante adesão, que está ocorrendo em todas as partes do Brasil.

As vigílias não são um fim em si mesmas, mas são um meio para nos conscientizarmos da recomendação bíblica que diz: “Orai sem cessar”. Necessitamos orar individual e coletivamente, bem como colocar em prática medidas em favor dessa conscientização.

Há, na programação, além das vigílias nacionais, o apoio à formação de estruturas locais de oração e de grupos de oração, além da promoção de encontros de capacitação e de formação de intercessores-docentes.

As maiores barreiras já foram rompidas e caminhamos em busca do resgate do título que faz parte de nossa herança histórica: “Igrejinha dos Milagres!”

PRÓXIMAS VIGÍLIAS NACIONAIS

Nos dias 24 de julho e 20 de novembro deste ano, teremos duas novas vigílias nacionais de oração. Há lideranças muito animadas que estão organizando vigílias regionais em datas intermediárias, assim como a de igrejas que estão programando vigílias mensais.

A oração é fundamental para todas as pessoas e temos certeza que a vontade de Deus é que o Movimento Nacional de Oração alcance os objetivos estabelecidos na sua organização.

Nossos líderes e irmãos nas igrejas, nossos colegas de trabalho, nossos vizinhos, nossa família e nossos amigos estão precisando muito das nossas orações!

O nosso pedido é o de que Deus continue a nos abençoar e ao movimento de oração da IPI do Brasil alcançando a totalidade dos presbiterianos independentes de hoje e de amanhã, em nome de Jesus Cristo. Amém!

Edgard Menezes
Coordenador do MNO
Membro da 1ª IPI de Londrina, PR

oracao@ipib.org

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O ESTANDARTE