SEGUNDA ETAPA DE MEDIDAS CONTRA A CRISE

Diante da crise deflagrada pela pandemia do novo Coronavírus e ciente das dificuldades que a igreja irá enfrentar nos próximos meses, a Comissão Executiva da Assembleia Geral (COMEX-AG) aprovou a segunda etapa de medidas, apresentada pela Diretoria da AG para preservar a administração da IPIB neste período. Essas medidas são duras, mas necessárias, neste momento de incertezas frente à recessão econômica que se avizinha.

Muitos clamam por diminuição da porcentagem de contribuição das igrejas para a Assembleia Geral, porém as implicações desta diminuição seriam enormes para as finanças da igreja. Cada 1% diminuído nas contribuições significam 12,5% de perda de arrecadação que, somados a uma natural diminuição de contribuições pela perda de arrecadação das igrejas, deixaria a IPIB sem condições de honrar seus compromissos. Por isso, a COMEX-AG optou por não realizar diminuição nas contribuições neste momento. Existe uma comissão nomeada na última reunião da Assembleia Geral que está realizando um estudo sobre este tema e a COMEX-AG optou por aguardar o relatório da comissão.

Desta maneira, como parte de suas competências, a Secretaria de Transparência e Ouvidoria traz ao conhecimento de todo o arraial Presbiteriano Independente o resultado deste relatório e suas consequências para a vida da igreja.

Medidas trabalhistas

1) Prorrogação do prazo para recolhimento da quota patronal do INSS

O Governo Federal autorizou que as empresas não recolham a quota patronal do INSS sobre sua folha de pagamento durante o período de 3 meses. A IPIB usará deste recurso, parcelando posteriormente o recolhimento.

2) Renegociação de contratos de prestação de serviços

Está em processo de negociação a suspensão dos contratos dos prestadores de serviços e manutenção do Escritório Central

3) Corte de salários e suspensão de contrato de trabalho e côngruas

Neste período de crise do COVID- 19, a legislação trabalhista possibilitou que as empresas realizem cortes nos salários de seus funcionários nas taxas de 25%, 50% e 70%, com redução proporcional à jornada de trabalho. Também poderá ser suspenso o contrato de trabalho pelo período de 2 meses, porém empresas que tenham faturamento de mais de R$ 4.800.000,00 deverão arcar com 30% dos vencimentos do funcionário, situação na qual nos enquadramos.

Alguns funcionários que, durante o fechamento do Escritório Central, ficaram com carga horária reduzida ou inexistente terão seus contratos suspensos pelo período de 2 meses de acordo com critérios estabelecidos pelo Governo Federal e com estabilidade por igual período.  Os demais colaboradores sofrerão corte de 25% de seus vencimentos durante 3 meses, recebendo a compensação através do seguro desemprego.

A côngrua do presidente da AG também sofrerá redução compatível com as medidas aqui adotadas.

De outro lado, o orçamento da Secretaria de Evangelização (SE) também sofreu cortes que reduziram seus custos também de acordo com as medidas adotadas na administração da igreja.

Na tabela abaixo, é possível visualizar o impacto destes cortes nas despesas da IPIB:

Folha do Pessoal AdministraçãoCusto das Secretaria de EvangelizaçãoTOTAL
AtualR$ 95.099,11R$ 143.372,18R$ 238.471,29
FuturoR$ 58.369,43R$ 107.492,75R$ 165.862,18
% de Redução38.6%25,3%30.44%

Existe uma expectativa de queda nas contribuições na ordem de 30%, devido à queda de arrecadação nas igrejas locais. Essa métrica está sendo adotada na expectativa de arrecadação da IPIB, que terá seu orçamento mensal de acordo com a tabela abaixo:

Receitas (Projeção)Despesas (Estimativa)Saldo
R$ 414.980,27R$ 398.203.71R$ 16.776,56

A administração da igreja está tomando todas as medidas necessárias para que a IPIB possa atravessar este momento e a Secretaria de Transparência está acompanhando de perto esse trabalho, tornando transparente para toda a IPIB as medidas tomadas.

Deus nos capacite e nos oriente a vencer este momento tão difícil de nossa história.


Rev. Paulo Cesar de Souza
Pastor da IPI de Vila São José, Osasco, SP
Secretário de Transparência e Ouvidoria da IPIB

Siga o autor no Facebook

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O ESTANDARTE